Menu

Pergunte aos Deputados

Faça sua pergunta ou apoie outra já feita. As perguntas mais votadas serão encaminhadas à Mesa para serem respondidas.

  • 17/05/2017 - 15:08
    almatos

    Gostaria de direcionar algumas perguntas ao sr. JÚNIOR MACIEL Não sou mestre, tão pouco faixa preta. Sou apenas um aluno interessado em esclarecer algumas interrogações. 1 -Porque o sr. apoiava todas as ações do até então Presidente Carlos Fernandes? 2 -Pelas ações e decisões tomadas, nos gera impressão de que o senhor tomava as mesmas sem pegar em um documento se quer, porque? 3 -O Senhor chegou a verificar as contas da CBTKD e as irregualidades conforme foram denunciadas? 4 -E por último, porque o sr. votou a favor da desfiliação da FTEMG que denunciava todas as possíveis irregularidades ?

    4
  • 17/05/2017 - 16:26
    Juliano Crapanzani

    A fala do Sr. Adhemar Lamoglia está totalmente equivocada, haja vista que todas as assembleias (inclusive as de prestação de contas) foram anuladas pela decisão da 16ª Vara Cível da Comarca da Capital/RJ.

    3
  • 17/05/2017 - 16:18
    Juliano Crapanzani

    Na assembleia de prestação de contas da CBTKD em 24/04/2014 a Federação Amapaense de Taekwondo estava representada e aprovou todas as contas.

    3
  • 17/05/2017 - 16:16
    renatomontes

    Prezado Presidente Júnior Maciel. Sendo atleta, desejo o melhor para o Taekwondo nacional, mas desejo entender porque o Sr. deseja evitar de responder por suas decisões quando representou a Federação de Taekwondo do Amapá, do qual foi Presidente até o ano passado. Ao contrário do que o Sr. alega (não saber da situação financeira da Confederação), o Sr. votou em todas as assembleias de prestações de contas, que hoje estão sendo questionadas. Como o Sr. se justifica ???

    3
  • 17/05/2017 - 16:00
    Juliano Crapanzani

    O Sr. Maciel disse que não sabia das condições econômicas da CBTKD? Como não? Ele não participou das assembleias de prestações de contas da CBTKD?

    3
  • 17/05/2017 - 16:28
    Juliano Crapanzani

    Portanto, por força de decisão judicial, todas as assembleias da CBTKD são nulas! Inclusive as de prestação de contas. Neste sentido, é necessário que seja feito uma auditoria e a respectiva prestação de contas desde o dia 27/01/2012 - data em que a decisão judicial julgou nulo todos os atos da cbtkd

    2
  • 17/05/2017 - 16:17
    Queiroz Psi

    Sr Junior Maciel, em 2011, na Assembléia de prestação de contas

    2
  • 17/05/2017 - 16:13
    almatos

    2 -Pelas ações e decisões tomadas, nos gera impressão de que o senhor tomava as mesmas sem pegar em um documento se quer, porque? 3 -O Senhor chegou a verificar as contas da CBTKD e as irregualidades conforme foram denunciadas?

    2
  • 17/05/2017 - 16:43
    Marcio Albuquerque

    E foram aditivados mesmo apos denuncias de fraude

    1
  • 17/05/2017 - 16:42
    Marcio Albuquerque

    Tiro esportivo

    1
  • 17/05/2017 - 16:42
    Marcio Albuquerque

    Cabe lembrar ao presidente do tiro com arco que existem 2 convenios de 2014 fraudados portanto ele ja sendo presidente

    1
  • 17/05/2017 - 16:39
    Marcus Rezende

    Quem deve esquece rsrsrd

    1
  • 17/05/2017 - 16:36
    Marcus Rezende

    Porque o atleta de alto nivel que perdeu a seletiva fechada, precisa ficar de fora da oportunidade de tepreaentar o Brasil no ano em curso. Imagina se o Maicon Andrde por algum motivo, tivesse ficado de fora da seletiva fechada, seria justo ele esperar por 2018 para representar o BRASIL?

    1
  • 17/05/2017 - 16:33
    Carlos Eduardo Fandinho

    Presidente Junior Maciel, o sr poderia comentar sobre a intervenção? Considerando que a comunidade do Taekwondo sabia que o interventor é aluno e aliado político do seu maior concorrente?

    1
  • 17/05/2017 - 16:33
    Marcus Rezende

    A seletiva é no incio do ano para o ano inteiro. Retira os ateltas da disputa no decorrer do ano.

    1
  • 17/05/2017 - 16:25
    Carlos Eduardo Fandinho

    Relativo ao taekwondo, só lembrar ao presidente que os clubes participam diretamente através do campeonato interclubes.

    1
  • 17/05/2017 - 16:22
    Queiroz Psi

    s pela diretoria afastada. Por que agora o senhor diz que não sabia de nada sobre os desvios praticados?

    1
  • 17/05/2017 - 16:22
    Marcus Rezende

    Hoje os dirigentes afastam cada vez mais os mestres e professores das entidades. Isso ocorre pq as entidades querem tutelar os exames de graduação dos alunos destes professores e mestres. Alegam incapacidade de formarem faixas pretas. Dessa forma obrigam a que se graduem com os dirigentes, pagando a eles a taxa de exame e os obrigando a se filiarem (o que ilegal). Isso afasta mestres e professores do desporto. Não estaria na hora de abandonar essa desculpa esfarrapada do pseudo-despreparo dos formadores, e dizer que os exames de faixa são de competência e cada mestre?

    1
  • 17/05/2017 - 16:21
    Queiroz Psi

    (continuando)... o senhor estava presente e juntamente com utros 24 ptesidentes, votou pela aprovação de contas sem verificar os documentos, que inclusive tambem foram negados a vista ao membros do Conselho Fiscal. O senhor desde então sabia e apoiava essas decisões tomadaa

    1
  • 17/05/2017 - 16:13
    almatos

    Peço desculpas mas faltaram duas perguntas das que eu fiz:

    1
  • 17/05/2017 - 16:11
    Marcus Rezende

    Exceto 2002, ano em que o recurso público (Lei Piva) começou a entrar nos cofres da entidade e os atletas se classificavam em seletivas próprias p/ as competições internacionais, nos demais anos, foram formadas no início do ano para representar o Brasil em todas as competições do calendário. A CBTKD quis tutelar a preparacao desses escolhidos no início do ano, retirando dos treinadores originais a possibilidade de realizar o trabalho com o seus atlets. Natália Falavigna e Maicon Siqueira (ambos medalhistas olímpicos) conseguiram se livrar dessa tutela. N é hora de modificar?

    1
  • 17/05/2017 - 16:04
    Marcus Rezende

    O taekwondo, diferentemente dos demais esportes, desde sempre, organiza suas competições nacionais por meio de seleções estaduais, em detrimento dos Clubes e Associações. Fazendo uma analogia com o futebol, seria como se no Brasileirão as federações estaduais escolhessem os melhores jogadores de seus campeonatos estaduais para formar as seleções dessas federações, retirando do cenário nacional o Flamengo, Corinthias, Cruzeiro, Grêmio, Sport, levando os Estados no lugar dos clubes. Não dá nem pra imaginar isso, não é? Mas no Taekwondo é assim. O presidente vai manter essa modelo anacronico?

    1
  • 17/05/2017 - 15:55
    Marcio Albuquerque

    O sr. Junior maciel falta com a verdade, ele sabia disso tudo e agora vem dizer que esta descobrindo agora.

    1
  • 17/05/2017 - 15:38
    Marcio Albuquerque

    Nas investigacoes da policia federal ja esta mais que provado que as licitações em que a empresa SB promocoes ganha para gerenciar os convenios nao teria como fazer tal fraude sem anuencia de alguem da entidade. É impossivel haver a fraude como houve, sem que algum dirigente ter conhecimento anterior a licitacao de que a sb promocoes que tinha o controle da licitacao.

    1
  • 17/05/2017 - 12:55
    Wellington Sousa Sales

    Senhoras e Senhores Deputados, diante da incapacidade de gerenciamento por parte das confederaçãoes em gerir o esporte nacional, não seria esse o momento do governo federal assumir toda a administração? Ou então, obrigar todos aqueles que recebem recursos públicos para permitir a presença nas seletivas, independentemente de quais associações pertecerem. Digo isso, pelo fato de não haver realmente uma seleção brasileira, mas somente um seleção de poucos filiados. Obrigado

    1
Audiência encerrada para participações.

Audiência Pública
17 de Maio de 2017 às 15:00

ESPORTE

Transmissão Encerrada (Gravado)
8598 visualizações

Pauta

" Debater a atual situação da Confederação Brasileira de Taekwondo e da Confederação Brasileira de Tiro Esportivo."

Requerimento nº 171/2017, de iniciativa do deputado Roberto Góes; e
Requerimento nº 116/2016, de iniciativa dos deputados Fábio Mitidieri, Professora Dorinha Seabra Rezende, Marcelo Matos, João Derly e Roberto Góes.

Convidados:

ALBERTO MACIEL CAVALCANTE JUNIOR, presidente da Confederação Brasileira de Taekwondo (CBTKD);

DURVAL BALEN, presidente da Confederação Brasileira de Tiro Esportivo (CBTE).

Organizado por

CESPO - Comissão do Esporte

Bate-Papo

  • Comissão : Olá, Almatos. Saudações, Wellington. Sou Gilson Dobbin. Serei o responsável por mediar a sala. Vocês poderiam nos fornecer um pouco mais de informações sobre vocês? 17/05/2017 - 15:35
  • Comissão : Márcio Albuquerque, seja bem-vindo ao debate. 17/05/2017 - 15:43
  • Comissão : Senhor Márcio, o espaçõ de perguntas deve ser usado para este fim. Caso tenha comentário a fazer peço que utilize o bate-papo. 17/05/2017 - 16:00
  • Comissão : Olá, Julia. Seja bem-vinda. Peço que utilize este espaço aqui - Bate-papo - para tecer comentários. O outro, de perguntas, tem fim específico. Agradeço. 17/05/2017 - 16:01
  • Comissão : PessoALL, alguns comentários estão sendo feito no espaço de perguntas. Se é feito aqui a gente pode conversar sobre eles e, quem sabe, transformar em perguntas. 17/05/2017 - 16:30
Há novas mensagens disponíveis abaixo
Audiência encerrada para participações.