Cadastrar

Ao se cadastrar no e-Democracia você concorda com nossos Termos de Serviço

Mostrar Senha
Sou estrangeiro

Pergunte aos Deputados

Faça sua pergunta ou apoie outra já feita. As perguntas mais votadas serão encaminhadas à Mesa para serem respondidas.

  • Nataniel Kegles 16:09 07/08/2017

    Se a Lei do Escola Sem Partido não revoga NENHUM DIREITO aos professores ou alunos, tratando-se apenas de afixar em todas salas de aulas cartazes com os direitos dos alunos JÁ EXISTENTES na constituição e em tratados internacionais, como pode alguns deputados serem contrários ao projeto?

    Pergunta Respondida
    11
  • Aparecido De Souza Lima 22:31 07/08/2017

    Escola é local de ensino e não a de cabo partido eleitoral, como atualmente vemos. Ali, ensina-se de tudo, de todas as matérias curriculares, observando-se as idades dos discentes.

    Pergunta Respondida
    7
  • Carvalho Infotec 09:43 08/08/2017

    Escola sem Partido garante que a sala de aula seja um lugar tranquilo onde TODAS as vertentes serao respeitadas. Nao havera ideologia nem religiao predileta.Professor que não doutrina terá total liberdade para trabalhar..Quem esta contra isso??

    Pergunta Respondida
    7
  • Willian Morais 16:27 07/08/2017

    O projeto quer evitar doutrina nas escolas implantando uma outra doutrina conveniente para a ala mais conservadora da política, principalmente se tratando de usar essa PL como forma de dar continuidade a preconceitos ao não permitir o debate em sala de aula? #EscolaSemProselitismoReligioso

    Pergunta Respondida
    6
  • Janio Melo 18:37 07/08/2017

    O PL 1859/2015 proíbe o uso do termo ‘gênero’ em qualquer material, curso ou disciplina. Como iremos nos referir a gênero alimentício, gêneros textuais ou o termo gênero dentro da taxonomia?]

    Pergunta Respondida
    4
  • Lilian Santo 21:53 02/08/2017

    Sou contra a lei da mordaça. Não a PL 7180/14. Se existe uma escola sem partido é contra uma escola com partido o que não existe dada a história dos presidentes todos de direita.

    Pergunta Respondida
    3
  • Alan Xavier 16:14 08/08/2017

    A escola é lugar de limitar pensamentos?

    Pergunta Respondida
    3
  • pardinhoism . 09:32 02/08/2017

    Quero usar este espaço somente para dizer que cada deputado que votar para a permanencia do presidente michel temer será guardado o seu nome e ano que vem vamos banir todos vocês da politica não votando em vocês pois vocês estão traindo o povo brasileiro que não aguenta mais pagar impostos.

    Pergunta Respondida
    2
  • João Floriano 21:54 05/08/2017

    Sou contra a lei da mordaça. Não a PL 7180/14. Se existe uma escola sem partido é contra uma escola com partido o que não existe dada a história dos presidentes todos de direita.

    Pergunta Respondida
    2
  • Janio Melo 18:33 07/08/2017

    O PL 867/2015 fala em apresentar "as principais versões, teorias, opiniões e perspectivas concorrentes a respeito" de questões políticas, econômicas e sócio-culturais. Como o professor classificará as "principais versões"? Caberá à escola expôr as opiniões sobre estes temas, como diz o texto?

    Pergunta Respondida
    2
  • Yuri Rodrigues 01:23 08/08/2017

    Os Art II, § 7; Parágrafo único; Art. 5, § V abrem precedente para a censura? Explico: se os pais podem escolher o que os filhos devem aprender, então eles poderiam impedir um professor de se posicionar sobre um fato ou ensinar um conteúdo que desagrade aos pais (evolução, p.e.).

    Pergunta Respondida
    2
  • Rodrigo Macedo 10:35 08/08/2017

    Pela aprovação do projeto Escola Sem Partido. Basta de doutrinação ideológica e perseguição a pensamento divergente que vem ocorrendo nas escolas e universidades brasileiras!

    Pergunta Respondida
    2
  • Fernando Araújo Junin 15:44 08/08/2017

    Por que o pessoal do escola sem partido se preocupa tanto com suposta "doutrinação marxista" e "marxismo cultural", mas não demonstram a mesma militancia ou preocupação com as escolas militares que impõem ideologias da ordem, da direita e já tem escola até pró bolsonaro declaradamente?

    Pergunta Respondida
    2
  • Alan Xavier 15:45 08/08/2017

    Qual a ação dentro da sala para dar voz ao outro lado do debate?

    Pergunta Respondida
    2
  • Fernando Araújo Junin 15:56 08/08/2017

    O Escola Sem Partido criaria um clima de tensão ao policiar o que o professor pode ou não falar segundo a visões que não são científicas?

    Pergunta Respondida
    2
  • Fernando Araújo Junin 15:56 08/08/2017

    O Escola Sem Partido não é uma legislação que permite perseguir professor, seja pela posição ideológica, seja pela posição política, mesmo dentro ou fora da sala?

    Pergunta Respondida
    2
  • Alan Xavier 16:01 08/08/2017

    A escola é lugar de limitar pensamentos?

    Pergunta Respondida
    2
  • Leonildo Veloso 17:30 08/08/2017

    Eu apoio esse projeto, pois acredito que, a escola não deve ser usado como objeto de alienação da nação; e sim como uma instituição que, forme cidadãos capazes de distinguir o certo do errado. Ou seja, cidadãos conscientes. Parabéns à todos que se fazem presentes nessa cessão.

    Pergunta Respondida
    1
  • Aparecido De Souza Lima 22:28 07/08/2017

    Atualmente, a cada mandato, se houver troca de partido, cada prédio recebe as cores do partido. Afinal, onde estamos ? Partido não me representa, e sim, a simbologia do meu município; Estado e nação. As cores do cidadão !!

    Pergunta Respondida
    1
  • Mauricio Milaroski 12:08 08/08/2017

    As propostas que constam no projeto..escola sem partido...já estão inseridas no estatuto do magistério...por quê os professores são contra??..por quê o estatuto não é respeitado??..por quê os professores que nao respeitam o estatudo ficam impunes...

    Pergunta Respondida
    1
  • Rocha Assis 14:33 08/08/2017

    Adeus, marxismo cultural! Talvez demore mais de dez anos para nossa educação começar a ser restaurada, e com certeza o projeto "Escola Sem Partido" será um grande divisor de águas para esse grande feito. Parabéns, Dr. Miguel Nagib!

    Pergunta Respondida
    1
  • Alan Xavier 15:45 08/08/2017

    Escola sem partido ou professor sem partido, que define o projeto?

    Pergunta Respondida
    1
  • Afonso Timão Simplicio 15:45 08/08/2017

    Teste..., já começou? Aqui Não está ainda trr

    Pergunta Respondida
    1
  • Antonio Alves 16:19 08/08/2017

    Se um dos problemas está centrado no PROFESSOR e sua prática pedagógica incorreta, por que o projeto também não fala sobre a FORMAÇÃO DE PROFESSORES?

    Pergunta Respondida
    1
  • Alan Xavier 16:25 08/08/2017

    É possível imaginar uma sala de aula onde o professor detém poder total sobre a intelectualidade e a expressão dos alunos e os mantém em cárcere escolar, sob violação de sua liberdade?

    Pergunta Respondida
    1
  • Alan Xavier 16:36 08/08/2017

    E possível Indicar para acompanhamento especializado, quem tem pensamentos ou atitudes fora da cultura, para buscar quais os seus raciocínios?

    Pergunta Respondida
    1
  • Alan Xavier 16:40 08/08/2017

    A criança tem capacidade de decidir o que quer? menino/masculino é menino e menina/femenino(a) é menina? porque mudar isso? existe outras definições quando se nasce?

    Pergunta Respondida
    1
  • eduardocamf 16:55 08/08/2017

    Entendo a necessidade de não provocar o assunto LGTB com crianças. Gostaria de saber se algo nessa lei impede o professor de dizer ao aluno com questões sobre a sua sexualidade que ele é livre de escolher a sua orientação sexual.

    Pergunta Respondida
    1
  • Fernando Araújo Junin 16:56 08/08/2017

    Denúncia anônima? Isso não vai dar o espaço para qualquer pessoa acusar o professor sem se responsabilizar? Poderemos denunciar um professor porque não gostamos, porque deu nota baixa, porque o país discorda da posição política, social ou moral?

    Pergunta Respondida
    1
Audiência encerrada para participações.

Audiência Pública
8 de Agosto de 2017 às 15:47

PL 7180/14 - ESCOLA SEM PARTIDO

Transmissão Encerrada (Gravado)
1376 visualizações

Pauta

Convidados
- Vitor Geraldi Haase: professor titular do Departamento de Psicologia da Universidade Federal de Minas Gerais; (Req. 34/17 - Dep. Lincoln Portela)
- Miguel Nagib: Advogado, Procurador do Estado de São Paulo, fundador do Movimento Escola sem Partido. (Req. 26/17 - Dep. Sóstenes Cavalcante)

Organizado por

PL718014 - Comissão Especial destinada a proferir parecer ao Projeto de Lei nº 7180, de 2014, do Sr. Erivelton Santana, que "altera o art. 3º da Lei nº 9.394, de 20 de dezembro de 1996" (inclui entre os princípios do ensino o respeito às convicções do aluno, de seus pais ou responsáveis, dando precedência aos valores de ordem familiar sobre a educação escolar nos aspectos relacionados à educação moral, sexual e religiosa), e apensados

Bate-Papo

  • pardinhoism . : Quero usar este espaço somente para dizer que cada deputado que votar para a permanencia do presidente michel temer será guardado o seu nome e ano que vem vamos banir todos vocês da politica não votando em vocês pois vocês estão traindo o povo brasileiro que não aguenta mais pagar impostos. 02/08/2017 - 09:33
  • Lilian Santo : Vergonhoso a votação... FORA TEMER 02/08/2017 - 21:50
  • Nataniel Kegles : Gostaria de deixar minha intervenção dizendo que o Escola Sem Partido é uma Lei MAIS QUE NECESSÁRIA e benéfica ao desenvolvimento cultural das próximas gerações. Há claras evidências de doutrinação ideológica em sala de aulas, praticada tanto por "professores" mal intencionados, quanto pelo PRÓPRIO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO enquanto instituição. #EscolaSemPartidoJá 07/08/2017 - 16:08
  • Tiago Fraga : Essa é uma lei que já deveria ter sido editada e sancionada há muito tempo. São muitos os professores que doutrinam nossas crianças e jovens, tornando-os reativos e fechados ao entendimento, sobretudo aos doutrinadores marxistas da esquerda brasileira, responsáveis diretos pelos ocupamentos das escolas e Universidades. Eis o perfil do aluno da "pátria educadora": reacionário, politizado e semi-analfabeto. Há de se ter limites!! Não a doutrinação política, seja ela de direita, seja ela de esquerda!! 07/08/2017 - 16:16
  • Tiago Fraga : #EscolaSemPartidoJá 07/08/2017 - 16:17
  • Yuri Rodrigues : O problema do projeto Escola Sem Partido é que os Art II, § 7; Parágrafo único e Art. 5, § V abrem precedente para a censura. Na medida em que os pais podem escolher o que os filhos podem aprender, então eles poderiam impedir qualquer professor de lecionar qualquer conteúdo. Assim, um conjunto de pais religiosos poderiam requerer que seus filhos não aprendessem ciências naturais, justificando que elas não estão de acordo com as suas crenças religiosas. 08/08/2017 - 01:26
  • Yuri Rodrigues : poderia* 08/08/2017 - 01:27
  • Carvalho Infotec : desonestidade intelectual ate aqui imagine na sala de aula, nao se podera proibir ensinar ciencias, isso que o ESP garante que seja tratado TODOS os assuntos.... 08/08/2017 - 09:38
  • Carvalho Infotec : Acordem ele garante exatamente isso que nem religiao nem afeiçoes partidarias atrapalhem a transmissao de conhecimento... 08/08/2017 - 09:38
  • Carvalho Infotec : Fica bem claro a doutrinaçao ate aqui, turma que é contra o ESP sempre deixa um fora temer... 08/08/2017 - 09:50
  • Rodrigo Macedo : Pela aprovação do Projeto Escola Sem Partido! 08/08/2017 - 10:49
  • Say Litig : A criatura fala em censura, ignorando completamente que todo pensamento que não seja de esquerda está sendo sistematicamente censurado dentro e fora da sala de aula. O que o Projeto ESP propõem é justamente a garantia da pluralidade de ideias sendo esta necessário para a manutenção de nossa Democracia. 08/08/2017 - 12:21
  • Say Litig : Liberdade de cátedra não da direito ao MEC e seus professores inibirem constrangendo os alunos em sala de aula em detrimento de suas "lutas" políticas e muito menos da algum direito sobre a educação moral e religiosa dos aonis, já que isto é precedência familiar inviolável!!! 08/08/2017 - 12:26
  • Rocha Assis : Adeus, marxismo cultural! 08/08/2017 - 14:13
  • escolasempartido : Boa tarde! 08/08/2017 - 15:20
  • escolasempartido : Logo mais daremos início à nossa Reunião Interativa. 08/08/2017 - 15:21
  • Afonso Timão Simplicio : Teste 08/08/2017 - 15:26
  • escolasempartido : As perguntas que serão direcionadas à MESA, devem ser elaboradas no campo à esquerda. 08/08/2017 - 15:39
  • Rocha Assis : Boa tarde! 08/08/2017 - 15:40
  • Rocha Assis : No aguardo! 08/08/2017 - 15:41
  • Alan Xavier : Boa tarde, Já começou 08/08/2017 - 15:42
  • Alan Xavier : ? 08/08/2017 - 15:42
  • Fernando Araújo Junin : ja começou? no meu nao ta aparecendo 08/08/2017 - 15:45
  • Fernando Araújo Junin : o q aconteceu? 08/08/2017 - 15:45
  • Alan Xavier : Como um projeto escolar pode limitar as ações de um lado e permitir a de outros? A escola é lugar de limitar pensamentos? 08/08/2017 - 16:00
  • Antonio Alves : Se um dos problemas está centrado no PROFESSOR e sua prática pedagógica incorreta, por que o projeto também não fala sobre a FORMAÇÃO DE PROFESSORES? 08/08/2017 - 16:21
  • Alan Xavier : É preciso combater a informação de escolha de sexualidade ou opção sexual para menos de 18 anos... trocar a informação política por cidadania. 08/08/2017 - 16:34
  • Alan Xavier : E possível Indicar para acompanhamento especializado, quem tem pensamentos ou atitudes fora da cultura, para buscar quais os seus raciocínios. 08/08/2017 - 16:36
  • Alan Xavier : Assunto de adulto, nunca deve ser tratado com criança. 08/08/2017 - 16:37
  • Alan Xavier : É sempre necessário repreender qualquer ato isolado que prejudique alguém. 08/08/2017 - 16:54
  • Fernando Araújo Junin : Denúncia anônima? Quer dizer que vamos dar o espaço para qualquer pessoa acusar o professor sem se responsabilizar? Poderemos denunciar um professor porque não gostamos, porque deu nota baixa, porque o país discorda da posição política, social ou moral? 08/08/2017 - 16:56
  • eduardocamf : Fernando, a idéia é que o professor não manifeste a sua posição política, social ou moral... 08/08/2017 - 16:56
  • Fernando Araújo Junin : Na escola, mas fora dela o professor pode manifestar. E a denuncia não pode virar uma forma de perseguição? - talvez estejamos num país em que as pessoas não façam nenhuma acusação injusta nao é mesmo? 08/08/2017 - 16:58
  • Fernando Araújo Junin : Se o professor for evangélico, quem tenha preconceito contra evangélicos não pode denunciá-lo? se o professor for ateu a mesma coisas? se for umbandista? 08/08/2017 - 16:59
  • eduardocamf : Isso é um perigo mesmo. Pessoalmente, penso que deveria ter um sistema interno a escola a ser acionado antes que se possa fazer a denúncia. Para ser honesto, também fico com o pé atrás no que diz respeito à esse mecanismo. 08/08/2017 - 16:59
  • Fernando Araújo Junin : Todas as escolas têm uma equipe pedagógica, que avaliam os planos de aula e os planejamentos, as salas de aula são abertas, - tudo isso é público e qualquer pai pode acessar. Existem programas a serem seguidos. Já existe fiscalização da escola, não vejo porque seria necessário um escola sem partido. 08/08/2017 - 17:03
  • Fernando Araújo Junin : Eu não discordo do cartaz, nem da busca por democracia, mas me incomoda o perigo de isso ser usado para perseguição por mal intencionados. 08/08/2017 - 17:04
  • eduardocamf : Acho que a necessidade vem de abusos que vem acontecendo... professores confundindo o papel deles de ensinar os conhecimentos da humanidade e influenciar um posicionamento das crianças... isso é o que eu entendo do projeto. 08/08/2017 - 17:05
  • Fernando Araújo Junin : Acontecem abusos. Mas a necessidade vem de gente que quer impedir que se debate genero e marxismo na escola e que querem perseguir professores que tem uma determinada posição. 08/08/2017 - 17:08
  • Fernando Araújo Junin : Afinal sempre se falam em "doutrinação marxista" e "marxismo cultural", mas cadê a revolta contra o "liberalismo cultural", contra a "doutrinação do empreendedorismo na escola"? Cadê a revolta com as "orações na escola"? 08/08/2017 - 17:09
  • eduardocamf : Espero que esse não seja o intuito Fernando, mas é possível. Em relação ao seu segundo comentário, o exemplo do Marxismo foi citado no contexto universitário e por ter um desequilíbrio mais pronunciado, ao menos se os números citados pelo Vitor Geraldi Haase estiverem corretos. Mas do que eu entendo do que está escrito na lei, não existe diferenciação entre marxismo e liberalismo. No que diz respeito às orações, isso só seria permitido em escolas particulares, onde contratualmente os pais aceitam que isso acontece. Nunca em escolas públicas. 08/08/2017 - 17:12
  • Fernando Araújo Junin : Na lei sem dúvida, a letra da lei não me da medo. Mas avaliemos as posições de quem defende o ESP. Sò olhar o perfil de face deles, as falas. 08/08/2017 - 17:14
  • Fernando Araújo Junin : e eu discordo dos numeros do professor, não consigo imaginar cursos de engenharia ou de biomédicas com 80% de marxismo. Nem na economia é assim. E mesmo nas humanas é dividido. 08/08/2017 - 17:15
  • Fernando Araújo Junin : o que é mais engraçado é que trouxeram um professor favorável ao ESP mas não um contrário, estranho nao? 08/08/2017 - 17:15
  • eduardocamf : Pois é Fernando... se não acreditarmos na capacidade do judiciário à aplicar corretamente as leis, acho que não vale a pena discutir projetos de lei... 08/08/2017 - 17:15
  • eduardocamf : Segundo ele, nas exatas a proporção não é muito longe de 60% 40%... os 90% são nas humanas... a economia é uma humana metida à exata ;-) 08/08/2017 - 17:16
  • Fernando Araújo Junin : Mas nao será o judiciário, isso passará pelas coordenações, da escola, dos inspetores, dos políticos. 08/08/2017 - 17:17
  • Fernando Araújo Junin : Cara se a maioria dos professores são marxistas como as pessoas não saem de lá marxistas? como os partidos marxistas não recebem a maioria de votos? - professores marxistas, com uma doutrinação marxista deveriam formar cidadãos marxistas não é? 08/08/2017 - 17:17
  • eduardocamf : Pois é... sempre dependemos das instituições que temos... mas acho que essa não é justificativa. Realmente, os professores tem que entender o limite da esfera de atuação deles. Se essa lei é a melhor solução eu realmente não sei... mas é uma tentativa. Você tem outras idéias? 08/08/2017 - 17:18
  • eduardocamf : Por sermos poucos com nível universitário e pelo fato feliz de que as pessoas ainda questionam os professores. Mas talvez a proporção de marxistas seja mais elevada entre os universitários brasileiros do que entre os universitários europeus por exemplo. Digo pois me formei na Europa. 08/08/2017 - 17:20
  • Fernando Araújo Junin : Já existem, os planos dos professores são disponíveis para consulta, os projetos das escolas são abertos à comunidade. O pai pode ir à escola e saber da matéria, Pode olhar o caderno. 08/08/2017 - 17:20
  • Fernando Araújo Junin : Esse projeto não fez questão nem de saber dos mecanismos pedagógicos e públicos da escola 08/08/2017 - 17:20
  • eduardocamf : Com certeza isso é um ótimo comentário. Acho que deveriam levar em conta esses mecanismos. Com certeza conseguiriam fazer algo mais efetivo. 08/08/2017 - 17:21
  • Fernando Araújo Junin : Não levam proque o projeto não é por democracia, é para criar uma legislação para perseguir. 08/08/2017 - 17:22
  • Fernando Araújo Junin : Pois é, mas pergunto: a proporção de marxistas é maior porque há uma doutrinação ou porque a teoria marxista é melhor? ou porque os defensores do marxismo são melhores que os liberais? - o projeto parte de um pressuposto que não responde. 08/08/2017 - 17:22
  • escolasempartido : Lembrando que somente o que for descrito no campo à esquerda é que será direcionado à Mesa. 08/08/2017 - 17:23
  • eduardocamf : Sim, está claro. Muito obrigado. 08/08/2017 - 17:27
  • escolasempartido : Ok! 08/08/2017 - 17:30
  • eduardocamf : Mas não escutei a minha pergunta! Ela foi feita? 08/08/2017 - 17:31
  • eduardocamf : grato 08/08/2017 - 17:39
  • Gilson Carvalho : Duvido que a deputada que perguntou ao palestrante que fala nesse momento esteja entendendo a explcação...kkk 08/08/2017 - 17:44
Há novas mensagens disponíveis abaixo
Audiência encerrada para participações.