Cadastrar

Ao se cadastrar no e-Democracia você concorda com nossos Termos de Serviço

Mostrar Senha
Sou estrangeiro

Pergunte aos Deputados

Faça sua pergunta ou apoie outra já feita. As perguntas mais votadas serão encaminhadas à Mesa para serem respondidas.

  • osmar jabora 09:31 17/04/2018

    PORQUE não fazer escola sem partido atingir faculdades e universidades.porque DE LÀ é q SAEM os FUTUROS DOUTRINADORES já c LAVAGEM CEREBRAL.Q TAL REMOVER todo materia de incentivo ao comunismo e ideol gen ...do material escolar.

    Pergunta Respondida
    2
  • Gabriel Sans Jf 17:17 17/04/2018

    INclusive Jozi, o Relator deve decretar a inconstitucionalidade do Projeto porque a COnvenção Americana garante a liberdade de Expressão do Professor e do Aluno. O mesmo ocorre com a Declaração Universal dos Direitos Humanos e com a Constituição. Não tem como ser diferente!

    Pergunta Respondida
    1
  • Jozi Souza 17:15 17/04/2018

    Fiz a pergunta como cidadã que quer entender o PL. Acredito que os senhores entenderam o teor da pergunta. Só gostaria que não banalizassem as dúvidas dos cidadãos.

    Pergunta Respondida
    1
  • Gabriel Sans Jf 17:14 17/04/2018

    Ao Gabriel Arruda: Quais perspectivas epistemológicas e hermenêuticas e evidências empíricas que te levaram a afirmar que Sociologia e Filosofia fez os alunos desaprenderem português e matemática???

    Pergunta Respondida
    1
  • Gabriel Sans Jf 17:07 17/04/2018

    Porque o Pl 867/2015 não define o que é "prática de doutrinação" no projeto?

    Pergunta Respondida
    1
  • Jozi Souza 17:02 17/04/2018

    Na minha cidade tem escolas dirigidas por instituições religiosas e escola militar. Dentro dessas escolas percebe-se também doutrinação. A intenção é acabar com toda e qualquer doutrinação, ou apenas a que o PL supõe ser doutrinação?

    Pergunta Respondida
    1
  • Gabriel Sans Jf 16:44 17/04/2018

    Porque você não consideram quando a Convenção Americana dos Direitos Humanos afirma que os "pais podem escolher o tipo de educação para seus filhos conforme suas convicções desde que não viole alguns princípios, entre eles o das liberdade fundamentais, como a liberdade de expressão?

    Pergunta Respondida
    1
  • Gabriel Sans Jf 16:43 17/04/2018

    POrque vocês utilizam o art. 12 para negar o art. 13 da própria convenção Americana dos direitos humanos???? Já que o art. 13 confirma a liberdade de expressão do professor e do aluno?

    Pergunta Respondida
    1
  • Georges Flexor 13:57 17/04/2018

    Qual é o custo (que não se limita a custo financeiro) desse tipo de medida? Temos dados sobre lavagem cerebral? E seus beneficios (geral e não particular de um pequeno grupo)? Sem levar em conta essas questões, será que este projeto não é meramente um projeto ideológico de alguns grupos políticos?

    Pergunta Respondida
    1
  • osmar jabora 09:29 17/04/2018

    COMO VAI SER...sendo aprovado ESP.como fica o material escolar incluindo livros didáticos,literatura em bibliotecas....onde a maioria é de ideol comunista...ideol marxista e paulo freire.tem q rever TODO material didático...todo material viés político removido.

    Pergunta Respondida
    1
  • osmar jabora 09:27 17/04/2018

    todos tem visto que doutrinação vem na maioria por matérias como sociologia e filosofia.ex fhc...todos tem na maioria ideol comunista.PORQUE não voltar atrás e por novamente como OPTATIVAS e NÂO OBRIGATÓRIAS.

    Pergunta Respondida
    1
  • osmar jabora 09:24 17/04/2018

    ola....porque a demora p votar...enquanto não votam o estrago nas escolas continuam...a todo vapor

    Pergunta Respondida
    1
Audiência encerrada para participações.

Audiência Pública
17 de Abril de 2018 às 15:50

PL7180/2014

Transmissão Encerrada (Gravado)
244 visualizações

Pauta

-Ricardo Felício - Professor e Pesquisador da USP (Req. 41/2017 - Dep. Sóstenes Cavalcante)
-Gabriel Arruda - Jornalista. Mestre em Administração Pública. (Req. 41/2017 - Dep. Sóstenes Cavalcante)

Organizado por

PL718014 - Comissão Especial destinada a proferir parecer ao Projeto de Lei nº 7180, de 2014, do Sr. Erivelton Santana, que "altera o art. 3º da Lei nº 9.394, de 20 de dezembro de 1996" (inclui entre os princípios do ensino o respeito às convicções do aluno, de seus pais ou responsáveis, dando precedência aos valores de ordem familiar sobre a educação escolar nos aspectos relacionados à educação moral, sexual e religiosa), e apensados

Bate-Papo

  • escolasempartido : Boa tarde! 17/04/2018 - 14:18
  • escolasempartido : Daqui a pouco iniciaremos a audiência pública. 17/04/2018 - 14:20
  • escolasempartido : As perguntas já podem ser feitas no lado esquerdo da tela. 17/04/2018 - 14:21
  • CarolinaFerreira : Boa tarde! Não consigo fazer a pergunta. Somente apoiar outra já feitas. Alguma incompatibilidade que eu deva saber? 17/04/2018 - 15:06
  • CarolinaFerreira : Uma proposta para melhorar o texto é "XIII – respeito às convicções do aluno, de seus pais ou responsáveis, tendo os valores de ordem familiar precedência sobre a educação escolar nos aspectos relacionados à educação moral, sexual e religiosa, vedada a transversalidade ou técnicas subliminares no ensino desses temas e obrigatoriedade de informar as diversas correntes de pensamento acerca de cada assunto". 17/04/2018 - 15:38
  • CarolinaFerreira : Ou se não "obrigatoriedade", mas devem informar a existência de pensamentos divergentes. 17/04/2018 - 15:39
  • escolasempartido : Por favor, tente colocar no lado esquerdo e enviar. 17/04/2018 - 15:43
  • escolasempartido : Iniciada a Audiência Pública 17/04/2018 - 15:50
  • escolasempartido : Com a palavra: Ricardo Felício. 17/04/2018 - 15:54
  • osmar jabora : PORQUE NÃO VOTAM LOGO ESSA LEI 17/04/2018 - 15:57
  • Gabriel Sans Jf : Em minha Tese de Doutorado faço um estudo de caso sobre o Escola sem Partido e chegamos a seguinte conclusão: 17/04/2018 - 16:00
  • escolasempartido : Com a palavra: Gabriel Arruda. 17/04/2018 - 16:01
  • Nivaldo Filho : Parabenizo a comissão por trazer a luz as aberrações praticadas em praticamente todos os cantos do pais. Tudo isso tem chocado as famílias, a ponto de algumas procurarem alternativas. Isso aconteceu com a nossa e hoje fazemos Educação Domiciliar com nossos 3 filhos. Assim, quais medidas serão tomadas por essa comissão para tornar legal o Ensino Domiciliar no Brasil como uma forma de “reparação” dos desmandos na educação? 17/04/2018 - 16:05
  • Gabriel Sans Jf : 1) Os projetos são inconstitucionais, ferem a convenção americana dos direitos humanos nos art. 13, o qual confirma a Liberdade de Expressão dos professores e alunos, e o protocolo de San Salvador ainda afirma que os "pais podem escolher o tipo de educação para seus filhos conforme suas convicções desde de que não violem por exemplo as liberdade fundamentais, entre elas, a liberdade de expressão, ou seja, o item 5 do cartaz está incompleto e não condiz com a realidade defendida pelos projetos 17/04/2018 - 16:05
  • escolasempartido : Alertamos que as perguntas deverão ser realizadas do lado esquerdo da tela. 17/04/2018 - 16:07
  • Gabriel Sans Jf : 2) do ponto de vista científico, ou seja, teórico, metodológico e empírico é um desastre, cometem diversos erros, entre eles: a) não definem a "prática de doutrinação ideologia", ponto de inconstitucionalidade do Projeto. Sem falar que estão usando o termo equivocado. Doutrina é o conjunto de ideias, valores e sentimentos que são incutidos nas pessoas através do ensino, seja na escola e nas casas. Portanto, doutrinar é ensinar, que dizer, o que professores e alunos sempre fazem é prática de Doutrinação e não somente ideológica, mas também emocional e volorativa (ou seja, o escola sem partido ainda usa o termo incompleto). O problema não é a Doutrinação, mas sim a forma como ela é exercida. A doutrinação pode ser importa ou não imposta. Quando estamos no âmbito da doutrinação não imposta estão no campo das liberdade fundamentais, e quando estamos diante da doutrinação impostas, seja das convicções morais do professor ou de qualquer conhecimento, estamos no campo das restrições, e o professor responde por seus atos. \neste sentido, o termo correto é "prática de imposição doutrinária ideológica, emocional e valorativa", porque o termo "prática de doutrinação ideologia" proíbe o professor de ser apenas transmissor de conhecimento, modelos de escolarização defendida pelo movimento escola sem partido. 17/04/2018 - 16:13
  • Gabriel Sans Jf : b) O movimento trabalha uma noção de "liberdade de expressão" equivocada. Miguel Nagib afirma que o professor pode falar o que quiser e fazer o que quiser devido a sua liberdade de expressão passando a ideia de que esta liberdade não é limitada. A liberdade de expressão no regime democrático é limita e o professor não pode ser arbitrário de abusar desta liberdade, porque LIBERDADE é diferente de ARBITRARIEDADE. Miguel parece que confunde as duas como se fosse a mesma coisa e não é. A possibilidade que temos de ser arbitrário, seja na escola ou no facebook, não elimina nossa liberdade de expressão como quer fazer acreditar equivocadamente Miguel Nagib. 17/04/2018 - 16:17
  • escolasempartido : Com a palavra: o Relator, Dep. Flávinho. 17/04/2018 - 16:22
  • Gabriel Sans Jf : c) Ideologia de Gênero: esta se refere ás ideias que orientam as pessoas no sentido de conceituarem o que é, por uma lado, a espécie humana, ou seja: "o que é o homem?"; e, por outro lado, o que é "ser homem" e "ser mulher"?? Portanto, todas as pessoas possuem uma ideologia de Gênero, inclusive o Escola sem Partido tem. QUal seja: A pessoa nasceu com pênis é homem, com vagina, é mulher. Também há outras ideologia, como aquela que o Escola sem partido critica, e eu tambem: a ideia de que o sexo é neutro e seu mulher e o ser homem se constitui apenas do ponto de vista social. Na verdade tanto a concepção do Escola sem partido quanto a concepção desta corrente de gênero defendem uma neutralidade que não existe e ambos caem na Ditadura do Relativismo. Há uma outra concepção, digamos uma terceira, que defende que ser homem envolve tanto o ser biológico quanto o ser social. O problema está no fato do Escola sem partido querer proibir através dos Projetos de Leis que as outras ideologias se expressem no espaço público e claro que não aceitariam isso.... 17/04/2018 - 16:23
  • escolasempartido : Com a palavra: Dep. Sóstenes Cavalcante. 17/04/2018 - 16:27
  • Gabriel Sans Jf : Do ponto de vista Ético, o projeto apresenta caracterísitcas anti-democráticas, anti-republicanas, viola os direitos humanos e apresentasse como um proposta anti-cristã. ANTI-CRISTÃ? isso mesmo!! Em minha tese estudo o o Escola sem PArtido não do ponto de vista do Marxismo, nem da Escola de Frankurt e nem com base no Paulo Freire, mas do ponto de vista do Personalismo Ético Cristão, ou seja, do ponto de vista do Cristianismo, utilizando autores como Mounier, Buber, Wojtyla (Papa João Paulo II) e Ratzinger (Papa Bento 16). Estou em contato com os órgão internacionais e com o Vaticano para concluir minha investigação para esclarecer melhor as pessoas!!! 17/04/2018 - 16:28
  • Gabriel Sans Jf : Já havia esquecido: os Projetos fere os art. 118, 119 e 120 da Declaração Universal dos Direitos HUmanos e a COnstituição Federal no art. 206 o qual confirma que o professor e os alunos possuem liberdade de expressão. 17/04/2018 - 16:33
  • escolasempartido : Por favor, insistimos para que as perguntas sejam colocadas do lado esquerdo para que possamos passar a mesa de trabalho. 17/04/2018 - 16:34
  • Gabriel Sans Jf : Legal, mas aqui é bate papo.. 17/04/2018 - 16:34
  • escolasempartido : Sim 17/04/2018 - 16:35
  • Gabriel Sans Jf : E fazer pergunta para pessoas as quais apresentam ideias equivocadas sobre a realidade abordada??? é complicado!! Em minha Tese de Doutorado não estudada o Escola sem PArtido desde o inícío. Minha proposta era e é estuda a destruição da Verdade na esfera pública e o Escola sem partido entrou depois porque é exemplar de um movimento que destrói a Verdade na esfera pública (como cientista encaro como equívocos teóricos e não como desonestidade), por exemplo, quando afirmam que a União Soviética era Comunista... Nunca existiu país comunista na história já que o comunismo só é possível em um planeta sem sem países. QUem matou milhares de pessoas foi o tipo de sociaismo pregado na União soviética que não é o mesmo socialismo de Marx e nem do Nazismo. E o Escola sem PArtido generaliza equivocadamente o termo.. 17/04/2018 - 16:40
  • Gabriel Sans Jf : O fato de lutarmos contra a prática de doutrinação ideologica, emocional e valorativa não nos dá o direito de afirmar equivocadamente que professores e alunos não possuem liberdade de expressão, nossa, vocês usam o artigo 12 da Convenção Americana para negar o art.13 desta mesma convenção!!! Erro que nem alunos do 2º ano de Direito cometem!!!! 17/04/2018 - 16:45
  • Gabriel Sans Jf : Olha, quem chamos os últimos debatedores que se colocam contra o Escola sem PArtido?? Nossa, com muito respeito, foram convidados muito limitados teoricamente!!! 17/04/2018 - 16:47
  • Gabriel Sans Jf : Me lembrei de outro erro do Projeto 867/2015: oculta princípios pétreos da Constituição, especificamente dos parágrafos II e III do art.206. O próprio Miguel Nagib diz no debate no canal Futura que não se pode fzer isso, mas ele só fez porque queria dar mais ênfase a um ponto que ele considera importante. Ora, sabemos que para a COnstituição não interessa se queresmos ou não dá mais ou menos ênfase a um ponto. Não podemos ocultar ou excluir princípios pétreos da Constituição e o Escola sem PArtido permanece no erro inconstitucional. 17/04/2018 - 16:52
  • Gabriel Sans Jf : Por que? 17/04/2018 - 16:52
  • escolasempartido : Se a pergunta for direcionada a mesa, por favor, coloque-a do lado esquerdo. 17/04/2018 - 16:54
  • Gabriel Sans Jf : Contextualize Carolina Ferreira??? 17/04/2018 - 16:54
  • Gabriel Sans Jf : Não, perguntei aqui para vocês 17/04/2018 - 16:55
  • Gabriel Sans Jf : já fiz no lado esquerdo 17/04/2018 - 16:55
  • Gabriel Sans Jf : Hum...cultura da Violência? lembro do meme compartilhada pelo Escola sem partido que mostra um rapaz mostrando uma arma dizendo o seguinte: "Se você ensinar ideologia de gênero para meu filho, você não vai para a cadeia, eu vou". 17/04/2018 - 17:01
  • escolasempartido : Com a palavra: Dep. Lincoln Portela. 17/04/2018 - 17:01
  • Gabriel Sans Jf : Vivemos hoje a Era da Pós Verdade, e o Escola sem Partido e os deputados apoiadores contribuem para tal. Analiso todas as audiências onde evidencia-se tal problema.... 17/04/2018 - 17:03
  • Gabriel Sans Jf : Então pronto, esperamos que o Relator Dep. Flavinho decrete a inconstitucionalidade do Escola sem PArtido!!! 17/04/2018 - 17:06
  • escolasempartido : Com a palavra: Dep. Sóstenes Cavalcante. 17/04/2018 - 17:09
  • escolasempartido : A última pergunta será repassada ao Relator. 17/04/2018 - 17:14
  • escolasempartido : Muito obrigada! 17/04/2018 - 17:15
  • escolasempartido : Audiência Pública encerrada. 17/04/2018 - 17:15
Há novas mensagens disponíveis abaixo
Audiência encerrada para participações.