Aberto até 11/12/2019

Proteção e apoio psicológico à mulher atleta vítima de violência física ou sexual

Implementar serviços de apoio psicológicos às atletas vítimas de violência física ou sexual e prever atendimento articulado nos serviços de assistência social, saúde e segurança pública, entre outras normas e políticas de proteção.


Art. 1º O Poder público implementará medidas protetivas e serviços de apoio psicológico às atletas vítimas de violência física ou sexual.

Art. 2º É direito da mulher atleta vítima de violência física ou sexual solicitar a inclusão no cadastro de programas assistenciais do governo federal, estadual e municipal.

Art. 3º A assistência à mulher atleta vítima de violência física ou sexual será prestada de forma articulada e conforme os princípios e as diretrizes previstos na Lei Orgânica da Assistência Social, no Sistema Único de Saúde, no Sistema Único de Segurança Pública, entre outras normas e políticas públicas de proteção, e emergencialmente quando for o caso.

Art. 4º É assegurado à mulher atleta vítima de violência física ou sexual, para preservar sua integridade física e psicológica:

I - acesso prioritário à remoção quando servidora pública, integrante da administração direta ou indireta;

II - manutenção do vínculo trabalhista, quando necessário o afastamento do local de trabalho, se este for o mesmo local de trabalho do agressor;

III - direito à realização, a qualquer tempo, de provas de sua modalidade para verificação de índice técnico referente à Bolsa Atleta, se sua participação em competições tiver sido prejudicada em razão da agressão física ou sexual.

Art. 5º Ao agressor da mulher atleta vítima de violência física ou sexual, aplicam-se, no que couber, as restrições previstas no art. 22 da Lei nº 11.340, de 7 de agosto de 2006.

Art. 6º O agressor ou abusador de mulher atleta vítima de violência física ou sexual será desligado das federações e confederações esportivas e banido da atividade esportiva e perderá quaisquer bolsas ou incentivos do poder público.

Art. 7º Os profissionais de saúde que atuam em entidades de administração ou prática desportiva que atenderem mulher atleta vítima de violência física ou sexual procederão à notificação compulsória às autoridades médicas e desportivas.

Art. 8º Esta Lei entra em vigor na data de sua publicação.

Você destacou o trecho:

Faça login para dar sua opinião sobre ele.

Você concorda?

Augusto Nunes opinou:

Além de ser preso

No seguinte trecho:

O agressor ou abusador de mulher atleta vítima de violência física ou sexual será desligado das federações e confederações esportivas e banido da atividade esportiva e perderá quaisquer bolsas ou incentivos do poder público.

Você concorda?

Luana Santos de Oliveira opinou:

E instituição que foi conivente com os abusos

No seguinte trecho:

Ao agressor da mulher atleta vítima de violência física ou sexual, aplicam-se, no que couber, as restrições previstas no art. 22 da Lei nº 11.340, de 7 de agosto de 2006.

Você concorda?

Samuel Mota opinou:

pq não só mulher? qual a diferença da mulher atleta para mulher a unica que e atleta.

No seguinte trecho:

É direito da mulher atleta vítima de violência física ou sexual solicitar a inclusão no cadastro de programas assistenciais do governo federal, estadual e municipal.

Você concorda?

Laís Seguin opinou:

acredito que o direito deve ser concedido à qualquer mulher, com garantia para assistência pelas Delegacias da Mulher, independentemente da circunstância ou horário, com atendimento oferecido por uma mulher para si e para seus filhos, casos presentes no momento de denúncias.

No seguinte trecho:

É direito da mulher atleta vítima de violência física ou sexual solicitar a inclusão no cadastro de programas assistenciais do governo federal, estadual e municipal.

Você concorda?

industriadeplastico opinou:

https://www.industriadeplasticos.com.br/

No seguinte trecho:

manutenção do vínculo trabalhista, quando necessário o afastamento do local de trabalho, se este for o mesmo local de trabalho do agressor;

Você concorda?

Adilson Araújo opinou:

violência física, moral e ou sexual.

No seguinte trecho:

O Poder público implementará medidas protetivas e serviços de apoio psicológico às atletas vítimas de violência física ou sexual.

PL 4866/2019

Aberto até 11/12/2019
PL 4866/2019
Temas:
  • Esportes

Dê a sua opinião

Selecione o texto da proposta legislativa para dar sua opinião.
Você pode fazer isso um artigo por vez!

Avalie opiniões

E que tal passar por opinões de outros cidadãos antes de dar a sua?
Acesse-as pelos ícones de balões